Se você é novo no mundo da saúde e bem-estar, alguns dos primeiros conselhos que você costuma ouvir é: comer orgânicos. Mas com preços que podem ser altos e pesticidas cobrindo praticamente todas as partes do produto convencional, comer orgânico pode ser mais fácil de falar do que fazer.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia em Berkeley e da Universidade da Califórnia em São Francisco, no entanto, chegaram a uma conclusão que deveria ser motivo suficiente para se despedir de frutas e vegetais convencionais: depois de menos de uma semana comendo orgânicos, os níveis de toxinas no corpo foram drasticamente reduzidos.

No estudo, quatro famílias de diferentes origens comeram uma dieta convencional por seis dias, depois uma dieta orgânica por mais seis. Testando a urina antes e depois, os pesquisadores descobriram grandes quantidades de pesticidas corporais. Esses pesticidas têm sido associados a uma tonelada de problemas: câncer, desequilíbrio hormonal e distúrbios neurológicos, só para citar alguns.

A estatística mais impressionante da pesquisa foi uma queda de 95% em uma toxina chamada malatião, que está ligada a danos cerebrais em crianças.

“No momento, a agricultura com pesticidas tóxicos é a norma. Mas podemos virar o sistema. A ciência é clara de que podemos cultivar alimentos abundantes sem pesticidas”, disse Kendra Klein, coautora do estudo e cientista sênior da equipe.
“Precisamos nos organizar, levantar nossas vozes, exigir que nossos líderes aumentem o apoio, a pesquisa e as políticas para criar um sistema onde o orgânico seja para todos”.

Klein e seus colegas se concentraram principalmente na exposição, e não nos resultados de saúde, quando se trata de comer alimentos orgânicos. Os estudos que enfocam os resultados de saúde costumam levar muito tempo e recursos, mas aconteceram alguns avanços recentes: um estudo recente na França encontrou uma redução de 25% nos níveis de câncer depois de incluir mais alimentos orgânicos na dieta e outro estudo ligado a alimentos orgânicos com melhores taxas de fertilidade.

Além de reduções em toxinas perigosas dentro do corpo, tornar-se orgânico pode impulsionar a saúde do planeta. A agricultura biológica é polui menos a água, apoia a biodiversidade, preserva a qualidade do solo e é geralmente mais sustentável a longo prazo.

Para o bem do seu intestino, da sua pele e do planeta, comer orgânico pode ser a escolha certa.

Escrito por Dra. Daniela Cyrulin

VEJA TAMBÉM:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.