Um adaptógeno é um composto que promove o “equilíbrio” dentro de uma via bioquímica. É como usar um termostato em sua casa: quando as temperaturas sobem acima do nível desejado, o termostato desliga o aquecimento para diminuir a temperatura. Quando as temperaturas caem muito, o termostato sinaliza o aquecimento para iniciar e aumentar a temperatura. Adaptógenos adrenais – como ashwagandha e rhodiola, por exemplo – são comumente usados ​​para o equilíbrio do estresse e podem apoiar a atividade adrenal hipoativa e hiperativa. Aqui, porém, estamos falando dos adaptógenos no contexto da epigenética. Epigenética se refere aos reguladores bioquímicos de nossa expressão gênica. Em termos práticos, eles consistem em minúsculos compostos moleculares que se ligam ao nosso DNA e às estruturas ao redor do nosso DNA e mudam a forma como nossos genes são lidos. O mais estudado desses reguladores é a metilação do DNA.

Embora não possamos mudar nosso DNA, nossa epigenética é fortemente influenciada por nossa dieta e estilo de vida, o que significa que podemos afetar nossa expressão gênica.

Este é um conceito poderoso – significa que você pode herdar alguns genes ruins e ainda assim regular a expressão desses genes de forma mais favorável. Otimizar nossa epigenética tem o potencial de afetar as doenças crônicas mais problemáticas da sociedade, incluindo doenças cardíacas, diabetes, obesidade, autoimunidade e até câncer. Pode até ajudar a virar o ponteiro do relógio de envelhecimento biológico.

Vários compostos dietéticos naturais atuam como adaptógenos epigenéticos, ajudando a otimizar a expressão gênica, resultando em mais saúde.

Aqui estão seis dos meus favoritos:

  1. Vegetais crucíferos

Os vegetais crucíferos são ricos em sulforafano, adaptógeno epigenético. Para adicionar vegetais crucíferos em sua dieta, escolha entre rúcula, brócolis, couve de Bruxelas, repolho, couve-flor, couve, rabanete e agrião.

  1. Frutas vermelhas

As frutas vermelhas são ricas em muitos adaptógenos de metilação, incluindo antocianinas, ácido clorogênico, ácido elágico e quercetina. Escolha uma variedade de frutas, incluindo amoras, mirtilos, framboesas e morangos.

  1. Cúrcuma

O adaptógeno epigenético ativo da cúrcuma é a curcumina, amplamente conhecida por seus muitos efeitos benéficos à saúde. A curcumina é um ingrediente comum em temperos de curry e também está disponível por conta própria. Combine açafrão com pimenta-do-reino e um pouco de azeite em seu cozimento para melhor absorção.

  1. Cogumelos Shiitake

Você já deve saber dos potenciais benefícios anticancerígenos do Lentinus edodes, também conhecido como cogumelo shiitake. Os cogumelos Shiitake também são adaptógenos epigenéticos. Na verdade, acredita-se que sua capacidade de regular a expressão de oncogenes (genes promotores de tumor) e genes supressores de tumor pode ser um importante mecanismo de ação.

  1. Alecrim

Um dos principais ativos do alecrim é o ácido rosmarínico, adaptógeno de metilação. Alecrim fresco ou seco é uma adição deliciosa à sua cozinha – para dar sabor a vegetais assados, em ensopados, e até mesmo como um chá com fatias de limão ou laranja.

  1. Chá verde

O chá verde contém o adaptogênio epigenético, galato de epigalocatequina. Você pode obter o máximo de EGCG do seu chá verde, deixando-o em infusão em água recém fervida por 10 minutos. O chá verde também contém muito menos cafeína do que o chá preto ou café.

VEJA TAMBÉM:


Incorporar esses adaptógenos em sua rotina de bem-estar pode ser uma escolha poderosa para sua saúde geral.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.