Um estudo bem recente (2017) mostrou que o uso de 50.oooUI por semana de vitamina D em mulheres com síndrome do ovário policístico e deficientes dessa vitamina, conseguiu melhorar significativamente a sensibilidade a insulina e diminuir os hormônios androgênicos (masculinos), que em excesso em mulheres (caso da SOP), podem ser responsáveis por acne, atrasos menstruais e microcistos nos ovários.

Acredita-se que a vitamina D participe nesses quadros melhorando a sensibilidade a insulina e, portanto, da resistência a insulínica, tida atualmente como o principal fator para a SOP.

Além de melhor a sensibilidade dos receptores de insulina, a adequação de vitamina D parece ser útil na manutenção dos níveis de cálcio intra e extra celular (essencial para a ação da insulina), e no potencial de saúde do sistema imunológico.

Não, a vitamina D não é um milagre e não vai tratar sozinha a SOP. Na maioria dos casos temos outros problemas relacionados a esse quadro e precisamos de um acompanhamento com Nutricionista e Médico. Adequar a sua alimentação, a prática de atividade física e implementar melhoras nos hábitos em geral.

Escrito por Dra. Maria Fernanda Cortez Giansante

VEJA TAMBÉM:

O QUE VOCÊ PODE FAZER PARA CONTROLAR O SEU OVÁRIO POLICÍSTICO? 

OVÁRIO POLICÍSTICO: SINTOMAS, CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS

A DIETA DETOX PODE TE AJUDAR A ENGRAVIDAR!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.