A Síndrome do Ovário Policístico (SOP) é o distúrbio endócrino mais comum entre mulheres em idade fértil, em decorrência da formação exacerbada de cistos, que modificam a estrutura histológica ovariana. Esta disfunção pode estar correlacionada com a secreção aumentada de hormônios andrógenos, que leva a sintomatologia característica – como o crescimento anormal de pelos, manchas na pele, intervalos longos entre os ciclos menstruais e queda de cabelo.

A síndrome metabólica é outra condição atrelada a SOP. Diversos estudos correlacionam a SOP com resistência à insulina e outras alterações no metabolismo do açúcar, níveis de colesterol alterado e aumento da inflamação sistêmica, que influencia, diretamente, na gravidade do quadro. Desta forma, sugere-se que o tratamento para a SOP seja acompanhado por estratégias nutricionais voltadas para otimizar o metabolismo de açúcar e gordura.

Sintomas:

Sinais e sintomas variam, mas para um diagnóstico ser feito você deve ter pelo desses sintomas:

Ciclos irregulares: menstruação que não vem frequentemente, ciclos menstruais prolongados ou irregulares são sinais comuns de SOP. Você deve ter pelo menos 9 ciclos menstruais ao ano;

Excesso de hormônios androgênicos: níveis elevados de hormônios masculinos resultam em alguns sinais físicos, como: crescimento de pelo no rosto e pelo corpo, acne e queda de cabelo importante;

Ovários policísticos: se os seus ovários forem aumentados e tiver rodeado por folículos pequenos, tipo um colar de pérolas, é um sinal clássico de SOP e de que seus ovários não estão funcionando como deveriam.

Esses sinais são bastante comuns em mulheres acima do peso e obesas.

Se você tiver algum desses sintomas ou mesmo infertilidade, é muito importante que você procure o seu médico e Nutricionista para te avaliar e direcionar o melhor tratamento.

O QUE CAUSA A SOP?

A causa exata ainda é desconhecida, mas tem alguns fatores importantes que estão relacionado ao seu desenvolvimento:

Insulina em excesso: a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que permite as células usarem o açúcar ingerido. Se as suas células se tornam resistentes a ação desse hormônio, o seu açúcar sanguíneo aumenta e o corpo começa a produzir mais insulina. O excesso de insulina começa a aumentar a produção dos hormônios androgênicos, causando dificuldade na ovulação.

Inflamação de baixo grau: esse termo é usado para descrever uma produção de células de defesa para lutar contra alguma infecção. Pesquisadores mostram que mulheres com SOP tem um tipo de inflamação que estimula os ovários a produzirem hormônios androgênicos, os quais levam a problemas de circulação.

Hereditariedade: pesquisadores sugerem que existe alguns genes que estão relacionados com o desenvolvimento da SOP.

Excesso de hormônios androgênicos: os ovários produzem altos níveis de andrógenos, resultando em hirsutismo e acne.

QUAIS AS COMPLICAÇÕES:

  •  Infertilidade;
  •  Diabetes gestacional;
  •  Aborto espontâneo ou Parto prematuro;
  •  Esteatose hepática não alcóolica;
  •  Síndrome metabólica;
  •  Diabetes tipo 2;
  • Apnéia do sono;
  •  Depressão, ansiedade e transtornos alimentares;
  •  Sangramento uterino anormal;
  •  Câncer de útero ou endométrio

Como pudemos ver acima, a SOP está muito relacionada ao estilo de vida e por isso incentivamos tanto a implementação de hábitos saudáveis na rotina e também o cuidado em sempre ouvir os sinais que nosso corpo nos dá, dessa forma podemos evitar muitos problemas.

VEJA TAMBÉM: 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.