Metade do ano já se foi! E como estão as metas que você definiu lá no começo do ano? Continuam só no papel?

Não importa qual desafio você enfrenta, a solução é a mesma: você precisa definir melhor as suas metas – que o apóiem ​​e motivem. E você precisa definir um plano realista.

Veja como definir seu objetivo (e realmente fazer isso acontecer):

1. Identifique o que você deseja alcançar.

Você deve definir claramente o que você vai fazer. Deve anotar o que quer conseguir e como você vai chegar lá.  Em vez de “Eu quero mais equilíbrio entre trabalho e vida pessoal”, tente “Eu vou agir diariamente para criar mais equilíbrio priorizando o autocuidado, vou meditar 10 minutos todos os dias, beber smoothie no café da manhã e caminhar 30 minutos 3 x por semana.

2. Torne suas metas viáveis 

Aqui é onde a maioria das pessoas se tropeça. Não só o seu objetivo geral precisa ser quantificado, mas o mesmo acontece com cada etapa de ação. Isso ajudará você a tomar medidas viáveis, manter a motivação, criar impulso e lhe dirá exatamente quanto progresso você fez em direção ao seu objetivo. Para tornar as ações viáveis: Em vez de dizer “Vou deixar o trabalho no trabalho”, tente: “Nos dias de semana, não verifico meu e-mail depois das 20h. Nos fins de semana, só vou verificá-lo uma vez por dia.” Para tornar seu objetivo geral viável, defina seu ponto de partida:

Avalie quantas ações você atualmente realiza em relação ao seu objetivo e compare-as com o número de ações no final de sua meta. Ou avalie sua habilidade / nível de sucesso em uma escala de 1 a 10 agora e no final de sua meta. Se você se exercita uma vez por semana, em vez de dizer “eu vou malhar mais”, tente “vou para a academia três vezes por semana por 45 a 60 minutos”.

3. Selecione uma meta que seja atingível.

Os objetivos devem ser realizáveis. Eles devem te esticar um pouco para que você se sinta desafiado, mas ainda assim esteja ao seu alcance.

Um erro comum é tentar dividir os objetivos em pedaços menores, em um esforço para torná-los mais atingíveis. Por exemplo, embora dizer que você quer perder 5 quilos em um mês é mais realista do que perder 10 quilos, você não pode controlar seu metabolismo. Em vez disso, concentre-se nas etapas de ação que o aproximam do seu objetivo. “Vou tomar medidas diárias para aumentar o meu autocuidado, bebendo oito copos de água por dia, diminuindo o açúcar e cortando o refrigerante.” O objetivo não é sobre o resultado; é sobre a sua capacidade de tomar medidas consistentes para esse resultado.

4. Dê a si mesmo um prazo. 

Não importa se você ama ou odeia datas de vencimento, sua meta ainda precisa de uma. Escolha uma data que esteja longe o suficiente para que você veja os resultados, mas próximo o suficiente para que você possa manter a motivação para alcançá-lo. Vincular seu objetivo a um período de tempo cria um senso prático de urgência e cria um desconforto saudável entre onde você está e onde gostaria de estar.

Meu conselho? Escolha uma data que seja um, dois ou três meses a partir de agora. É longa o suficiente para que você possa ver uma mudança, mas curta o suficiente para ainda ser relevante. Ela também permitirá que você ajuste suas ações caso decida continuar seguindo em frente.

 

5. Concentre-se todos os dias em seus “objetivos de ação”, não no “objetivo final”! 

Quando pergunto aos meus pacientes sobre seus objetivos, eles geralmente começam com os resultados que desejam ver. Talvez o objetivo seja correr 10 km, ou atingir um número específico de perda de peso, ou ver uma mudança em seu corpo. Não há nada de errado em querer essas coisas. No entanto, é muito fácil se envolver no objetivo final. Simplesmente querer metas finais não é suficiente, porque muitas vezes não podemos controlar os resultados, ou os resultados chegam mais devagar do que o previsto.

6.  Troque “quero parar de fazer isso” por “vou começar a fazer aquilo”.

  • “Vou parar de comer chocolate.”
  • “Vou parar de beber álcool.”
  • “Vou parar de comer carboidratos.”

Quando você diz a si mesmo para parar de fazer algo, isso praticamente garante que você continuará fazendo isso sempre! Pior ainda, um deslize e você se sente como um fracassado. Em vez de dizer a si mesmo para parar de beber álcool, comece a dizer:

  • “Vou beber mais água”
  • “Vou comer mais legumes”

Em vez de dizer a si mesmo que você não pode comer chocolate, comece a cortar frutas e verduras com antecedência para ter um lanche rápido e saudável. Você notará que, uma vez que você comece a incorporar metas iniciais, você se sentirá melhor.

7. Ação gera motivação

Quando você começa a agir, você se sente melhor, mais animado e isso faz você querer mais daquilo que te faz bem! Você vai comer mais vegetais e frutas, vai se sentir melhor e vai querer mais.

Criamos o GUIA DE METAS para te te ajudar nesse processo. Para baixar, é só clicar aqui

Por fim, aproveite o processo! A vida é curta demais para não ser feliz. Certifique-se de escolher comportamentos que estejam alinhados com seus objetivos.

VEJA TAMBÉM:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.