Vinte anos atrás, a maioria das pessoas não sabia nada sobre glúten. As pessoas nem sabiam como soletrar glúten. Agora dietas sem glúten se tornaram a última moda.

Mas os celíacos são as únicas pessoas que deveriam ter uma dieta sem glúten?

Não necessariamente. Claramente, o glúten é um alimento muito presente na nossa dieta ocidental. O que a maioria das pessoas não sabe é que o glúten pode causar sérios problemas de saúde para muitos. Você pode estar em risco, mesmo se você não tiver a doença celíaca diagnosticada.

Isso porque algumas pessoas têm uma sensibilidade ao glúten não celíaca e outros estão com o intestino permeável. O intestino permeável é uma condição onde moléculas maiores e inflamatórias (entre elas o glúten), passa pelas células intestinais para a corrente sanguínea e essa situação pode causar inflamação.

 Na minha prática, percebo que o glúten é a sensibilidade alimentar mais comum. Mesmo que seus testes para anticorpos do glúten estejam normais, você ainda pode ter uma reação à ele. E não é apenas o intestino que podem ser afetados; o mesmo acontece com o seu humor, seus níveis de energia e uma série de outros problemas. Mas o glúten é apenas uma peça do quebra-cabeça. Outras moléculas maiores podem causar inflamação também se seu intestino estiver permeável e desequilibrado.

Ou seja, o glúten não é o vilão principal, seu desequilíbrio intestinal que é. Mas até que ele esteja equilibrado, você deve ficar longe do glúten e outras moléculas inflamatórias.

 Nosso revestimento intestinal pode ficar permeável por estresse; excesso de antibióticos ou anti-inflamatórios como aspirina ou Advil; infecções intestinais; uma dieta pobre em fibras e rica em açúcar; excesso de álcool.

Isso desencadeia uma resposta imunológica, provocando alergias alimentares e agravando seu segundo cérebro (o sistema nervoso entérico), criando um caos que leva ao intestino permeável. Simplificando, certos alimentos podem irritar seu intestino e todo o sistema digestivo.

Resumindo, quando o seu ecossistema microbiano intestinal é saudável, você é saudável. Quando você tem muitas bactérias patogênicas e não há bactérias saudáveis ​​suficientes, fica doente, inflamado e mais suscetível a problemas.

No entanto, curar seu intestino significa mais do que eliminar um alimento (por exemplo, glúten). Envolve capinar e semear – removendo as coisas ruins e adicionando as coisas boas.

Escrito por Dra. Daniela Cyrulin

VEJA TAMBÉM:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.