O envelhecimento é um processo extremamente complexo que envolve vários fatores. Mas, graças ao trabalho inovador de cientistas, os telômeros vem ganhando atenção como uma peça muito importante desse quebra-cabeça.

Estilos de vida pouco saudáveis prejudicam os telômeros.

Os telômeros não diminuem apenas devido à passagem do tempo; Acontece que também existem muitos fatores ambientais e de estilo de vida que parecem acelerar esse processo. Estes incluem:

• Estar acima do peso
• Falta de exercício
• Sono insuficiente
• Estresse
• Dieta rica em calorias
• Dieta rica em proteínas / baixa fibra
• Exposição a poluentes e toxinas
• Tabaco
• Inflamação do organismo

Quando essas influências nocivas estão presentes em sua vida, seus telômeros podem diminuir mais rapidamente, o que pode fazer você tenha um envelhecimento mais acelerado.

A conexão do intestino e os telômeros.

A saúde intestinal também parece ter um efeito significativo no envelhecimento saudável e nos telômeros. Isso ocorre porque o intestino é composto de muito mais do que apenas células, tecidos e material genético. Essa região também abriga uma vasta comunidade de bilhões de bactérias, conhecidas coletivamente como microbioma.

Apesar da reputação desagradável das bactérias, nem todas são causadoras de problemas. Cerca de 85% do seu microbioma é composto por bactérias amigáveis chamadas probióticos. Esses micróbios benéficos eliminam cepas bacterianas indesejadas e trabalham com suas células e sistema imunológico para apoiar a saúde e o envelhecimento saudável em muitas áreas que também são boas para seus telômeros. Da vasta variedade de linhagens probióticas, as da família Bifidobacteria são consideradas particularmente benéficas à medida que envelhecemos.

A saúde microbiana pode ajudá-lo a manter:

• Peso saudável: a pesquisa indica que um microbioma equilibrado suporta o controle de peso saudável. Não apenas isso ajudará você a manter sua forma atraente; você também reduzirá a tensão nos seus telômeros.

• Sono: a flora intestinal amigável ajuda a aumentar os níveis de triptofano, que o corpo converte em serotonina e melatonina para ajudar você a se sentir contente e sonolento quando a hora de dormir chegar. Esses micróbios benéficos também ajudam a impulsionar o neurotransmissor calmante GABA e reduzem o hormônio do estresse , o cortisol, para incentivar ainda mais o tempo de sono de qualidade. E quando você dorme quanto seu corpo precisa, isso tem um efeito protetor nos seus telômeros.

• Humor: o fato de seus micróbios ajudarem a aumentar os níveis de neurotransmissores que melhoram o humor enquanto diminuem o cortisol – além de reduzir a reatividade aos estressores do dia-a-dia – pode melhorar o humor e deixar menos chances de você responder à vida com estresse prejudicial aos telômeros. 10

• Função imunológica suportada: cepas probióticas trabalham com suas células para manter fora do controle as reações imunológicas à distância, para que você não gaste seus telômeros muito rapidamente.

Maneiras simples de apoiar seus telômeros

Cuidar de seus telômeros incentiva uma saúde vibrante em todas as fases da vida. Para dar aos seus telômeros o TLC que eles merecem:

• Inclua alimentos ricos em probióticos no seu dia a dia e/ou suplemente um probiótico multifuncional de alta qualidade. Se o controle de peso é um desafio contínuo para você, tente uma fórmula probiótica especificamente direcionada para apoiar esse problema. Consulte sempre um nutricionista

• Desfrute de uma dieta rica em frutas e vegetais frescos (de preferência orgânicos), grãos integrais e pratos cultivados / fermentados. Isso ajuda a manter seu microbioma em sua melhor forma, para que ele possa cuidar efetivamente de sua saúde em geral e telômeros. Certos alimentos – incluindo maçãs, bananas, aspargos e cebolas – são considerados prebióticos porque contêm o tipo certo de fibra para nutrir probióticos. Evite açúcar refinado, alimentos processados, aditivos artificiais e OGM – todos eles são prejudiciais à saúde microbiana.

• Encontre técnicas de redução de estresse. A meditação é particularmente benéfica para os telômeros – a prática regular pode aumentar a enzima telomerase em até 30% e até mesmo aumentar o comprimento dos telômeros!

• Comprometa-se com a prática de atividade física com frequência. Seja dança de salão, aula de spinning, caminhada ou natação, seus telômeros ficarão felizes por você estar se movimentando. O exercício não precisa ser super árduo ou extremo para ter um efeito protetor nos telômeros – mesmo atividades moderadas como caminhada pode fazer uma diferença real.

• Tente dormir o suficiente todas as noites para reduzir o desgaste desnecessário dos telômeros. Estudo recentes apontam que oito horas não são realmente obrigatórias, mas tente dormir pelo menos seis a meia a sete horas todas as noites. E lembre-se de que todo corpo é diferente – o importante é que você obtenha a quantidade de sono ideal para o seu sistema.

O envelhecimento é um processo multifacetado que a ciência está apenas começando a entender, mas é empoderador saber que os ajustes básicos no estilo de vida podem desacelerar consideravelmente o relógio. Ao dar uma atenção extra ao microbioma e aos telômeros, você poderá não apenas adicionar mais anos à sua vida, mas também mais vida aos seus anos.

VEJA TAMBÉM:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.