Hoje viemos compartilhar 7 maneiras para você se sentir menos estufado após as refeições. Ouvimos essa queixa de muitos pacientes e isso está super relacionado a digestão de determinados alimentos e também com a sua saúde gastrointestinal.

Uma das coisas que pode comprometer a sua saúde gastrointestinal, tem um nome estranho, SIBO (super crescimento bacteriano). Quando esse problema se instala, frequentemente você fica se sentindo como se estivesse grávida após as refeições, além de ficar mais letárgica e também com dores de estômago. Mas esse é um assunto para um próximo post.

Isso te parece familiar? Essa sensação de estufamento abdominal (o nome correto é empachamento), pode acontecer com qualquer um de nós e por isso viemos trazer algumas dicas para você se sentir melhor.

1-) Relaxe antes de comer:

Atualmente a vida é muito corrida e isso faz com que a gente coma no mesmo ritmo e isso é um gatilho para que você sinta-se estufada. Coloque um lembrete no celular para te avisar que está próximo da hora da refeição, dessa forma você consegue respirar um pouco antes de começar e dessa forma consegue comer numa quantidade adequada e não mais do que deveria.

2-) Mastigue mais:

Nós sabemos que é importante mastigar bem nossa comida, mas isso não significa que estamos fazendo certo. Gosto de lembrar sempre que a digestão começa na boca e que nosso estômago não tem dentes, por isso a comida passa antes por eles. Então preste mais atenção nesse momento e mastigue bem, até que a comida tem ficado uma sensação pastosa.

3-) Esteja conectado com o seu segundo cérebro:

Sabe quando você está nervoso antes de alguma situação importante e você sente no seu estômago? Na verdade isso acontece no nosso intestino, nós sentimos o stress (positivo ou negativo) no nosso intestino. Por isso que chamamos ele de segundo cérebro. Encontre momentos de prazer, onde você possa relaxar um pouco, nem que seja por 15 minutos. Dessa forma essa ligação ficará cada vez melhor e isso também evitará que você se sinta mal após comer.

4-) Preste atenção nas sensações que cada comida te traz:

Pesquisas mostram que glúten, leite, açúcar e algumas comidas super saudáveis como alho e cebola podem nos deixar mais estufados. Então, o que acontece se você retirar esses alimentos por um tempo? Seu intestino é totalmente único e por isso pode reagir a vários tipos de comidas diferentes, por isso é tão importante prestar atenção. Sugiro sempre aos meus pacientes que se estiverem com algum sintoma não tão legal, anotem o que estão comendo e como se sentiram, dessa forma será muito mais fácil corrigir o problema.

5-) Chás e comidas fermentadas podem te ajudar:

Quando estamos “estufados” um bom chá de camomila ou gengibre pode nos ajudar. Além disso também podemos usar os famosos probióticos e prebióticos, presentes em bebidas fermentadas como o kombucha e também em alimentos como iogurte, kefir, chucrute e etc… Mas, preste atenção: se você tem o SIBO diagnosticado isso não se encaixa a você, pois nesse momentos as bactérias não serão tão amigas.

6-) Beba menos água durante as refeições:

Sabemos que beber água é um santo remédio e uma das melhores coisas que você pode fazer para o seu sistema digestivo, mas fazer isso durante as refeições pode ser muito ruim. Água demais nesse momento pode diluir o suco gástrico, as enzimas digestivas, as quais são essenciais para “quebra dos alimentos”. Então, sugerimos que você tome um pouco de água antes da refeição ou espere pelo menos 30 minutos para beber após comer.

7-) Evite as bebidas gaseificadas:

Sim, nesse momento é bom que se evite esse tipo de bebidas, visto que o gás delas irá inchar o seu estômago e causando a sensação do estufamento.

Algumas dicas fáceis para se colocar em prática já, mas lembre-se se esse sintoma for frequente procure seu Nutricionista e/ou Médico para um diagnóstico correto.

Escrito por Dra. Maria Fernanda Cortez

VEJA TAMBÉM:

Como os alimentos amarelos podem ajudar na sua digestão

Refluxo, azia e queimação podem ser sinais de baixa acidez estomacal!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here