Talvez seja depois de um prato de macarrão com alho. Ou uma noite bebendo álcool. Ou quando você come tarde da noite. Mas essa azia lenta inevitavelmente brota em seu peito e você começa a temer as horas de sintomas dolorosos e irritantes que virão pela frente. É uma experiência que muitas pessoas já passaram.

Azia é quando o ácido do estômago volta para o esôfago, o que provoca a queimação e o desconforto que sobem para a garganta. Se isso acontecer duas ou mais vezes por semana, é considerado doença do refluxo gastroesofágico.

Os sintomas de azia não são apenas “queimação”.

Embora uma sensação de queimação na garganta seja um dos sintomas mais comuns que associamos à azia, não é o único. E é possível que você nem sinta a queimadura tradicional. Você pode ter um ou mais destes sintomas de azia:

  • Queimando no peito
  • Gosto ácido na boca
  • Dificuldade de engolir
  • Tosse crônica
  • Náusea
  • Inchaço

Você deve tomar um remédio para azia?

Os inibidores da bomba de prótons são medicamentos de venda livre e usados para refluxo. Embora possam oferecer algum alívio a curto prazo e ter seu lugar em certos tratamentos recomendados pelo médico, também podem ser problemáticos. Ele essencialmente interrompe a produção de ácido estomacal e foi originalmente projetado como uma solução de curto prazo prescrita no tratamento de úlceras gástricas.

O uso a longo prazo deste medicamento para azia foi associado a um risco aumentado de fraturas, pneumonia, deficiência de vitamina B12, baixos níveis de magnésio, doença renal crônica e demência, de acordo com uma revisão de 2018 na Mayo Clinic Proceedings. Também existe a preocupação de que o uso crônico esteja relacionado ao diabetes tipo 2.

Vale a pena abordar a causa raiz da azia recorrente, em vez de apenas conviver com ela ou mascará-la com medicamentos. Além do fato de que a azia é extremamente desconfortável e você merece se sentir bem depois de comer, a longo prazo, ela pode ferir o esôfago e, na pior das hipóteses, aumentar o risco de desenvolver câncer de esôfago.

Vamos entender por que o ácido do estômago está escapando para cima no esôfago.

O mito do excesso de ácido estomacal

Ao contrário do que comumente se acredita, muito ácido não é o problema quando se trata de refluxo. Precisamos de ácido estomacal, é uma parte crítica de nossa saúde e bem-estar. Mas quando ele é empurrado para o esôfago, isso se torna problemático porque o esôfago não tem o mesmo revestimento protetor que o estômago.

O ácido estomacal desempenha algumas funções vitais no corpo: mata os patógenos, ajuda a decompor os alimentos e estimula as enzimas pancreáticas e a bile durante a digestão. O importante é verificar se você tem a quantidade certa de ácido no estômago, além de evitar que ele escape para a garganta.

O que causa azia, então?

Você tem um esfíncter esofágico inferior. Com exceção de engolir ou arrotar, ele permanece bem fechado para evitar que o conteúdo ácido do estômago volte a espirrar. Quando ele abre, porém, o ácido tem acesso ao seu esôfago mais frágil, o que pode levar a alguns dos desagradáveis sintomas de refluxo ácido. Então, próxima pergunta: o que está acontecendo em seu corpo que está fazendo com que o esfíncter esofágico inferior abra quando não deveria?

Uma das principais causas da azia é o aumento da pressão intra-abdominal, que pode ser desencadeada por:

  • Condições incluindo SIBO (crescimento excessivo de bactérias no intestino delgado), disbiose intestinal (desequilíbrio da microbiota intestinal) ou alimentos mal digeridos.
  • Comer grandes refeições
  • Má gestão do estresse. O estresse desvia o fluxo sanguíneo do trato digestivo e reduz a produção de enzimas gástricas que decompõem os alimentos de maneira adequada.
  • Certas roupas que colocarão pressão física em seu estômago, como jeans de cintura alta, legging ou cintos apertados. E isso nos leva de volta ao ácido estomacal.

Sem  ácido estomacal suficiente para quebrar os alimentos, os alimentos mal digeridos entram no trato gastrointestinal e os patógenos gastrointestinais crescem demais, perpetuando o problema.

É aqui que entram as condições digestivas subjacentes, como a SIBO. A SIBO é causado por um crescimento excessivo de micróbios “ruins” no intestino que leva ao inchaço, flatulência e dor abdominal.  Além do mais, pessoas sem ácido estomacal suficiente correm risco de SIBO. Ou seja, você pode estar sofrendo de uma constelação de sintomas gastrointestinais, todos decorrentes do baixo ácido estomacal.

Como se livrar da azia quando isso acontecer?

Assim que você sentir que aquela queimação começa a surgir, você pode agir. O objetivo de curto prazo é otimizar a função digestiva e restaurar o ácido estomacal.

Um plano de três etapas pode identificar e tratar a causa da pressão intra-abdominal e do ácido estomacal baixo.

1. Restaure um revestimento intestinal saudável

Suplementação + alimentos que curam o intestino. Clique aqui e confira dicas.

2. Aumente o funcionamento digestivo

Seu médico pode recomendar uma fonte suplementar de ácido para aumentar o ácido gástrico. Seu revestimento gástrico pode sofrer alguma erosão e qualquer tipo de ácido pode piorá-lo e causar dor. As enzimas digestivas podem ser outra opção para ajudar seu corpo a quebrar os alimentos. Verduras amargas também estimulam a saúde gastrointestinal, portanto, comer mais folhas de dente-de-leão, rúcula e couve pode ajudar. Como sua função digestiva também está intimamente relacionada ao seu bem-estar mental, é importante gerenciar o estresse através da meditação, atividade física, respiração profunda…

3. O refluxo ácido pode ser causado por outros problemas digestivos

SIBO, uma infecção por helicobacter pylori (H. pylori) ou disbiose. Isso pode ajudar a descartar um problema mais profundo e, se um problema digestivo for descoberto, seu médico poderá tratá-lo.

O refluxo e a azia não precisam ser uma condição crônica. Você precisa entender qual a causa raiz, trabalhar para acalmar o revestimento do intestino e melhorar a função digestiva para se livrar da azia para sempre.

Escrito por Dra. Daniela Cyrulin

VEJA TAMBÉM:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.